Mel C quer evitar falar sobre sua depressão o tempo todo


Para Melanie C já deu! Ela cansou de ficar o tempo todo falando sobre sua saúde mental. A cantora de 46 anos disse que acha ‘deprimente’ ser questionada sempre sobre seus problemas.

Melanie C foi diagnosticada com depressão há mais de 20 anos e, embora tenha sido aberta sobre sua luta, ela admitiu que pode achar exaustivo ser constantemente solicitada a reviver seu trauma para aqueles que lhe fazem perguntas sobre seu passado.

Falando com Zane Lowe na Essentials Radio for Apple Music 1, ela disse: “Sabe de uma coisa, fico emocionada quando falo sobre isso no espaço certo. Fui diagnosticada com depressão em 2000 e estava sofrendo com isso, mas também estava lutando contra um distúrbio alimentar e já fazia alguns anos. Quando falei sobre isso pela primeira vez, não acho que estava pronta, na verdade. Eu senti como se estivesse em um momento da minha vida como uma Spice Girl onde minha vida não era verdadeiramente minha. Eu senti que tinha o dever de revelar tudo sobre mim, e me sinto muito vulnerável, e ainda estava tentando encontrar meu caminho para superar isso”, disse.

“Aí passei muitos anos lamentando ter falado tão cedo, porque as pessoas sempre querem falar sobre isso, o que é bom e é importante, mas eu não tinha feito o trabalho. Você pode ficar sentado por horas a fio falando com vários entrevistadores, e falar sobre essas lutas o dia todo é muito deprimente. E difícil”, completou.

Melanie também admitiu que se sentiu “envergonhada” por sua luta contra a saúde mental por um tempo e não percebeu os benefícios de falar sobre sua batalha até que as pessoas lhe contaram o quanto sua história teve um impacto positivo em suas próprias vidas. Ela explicou: “Por causa dos problemas que tive que mudar minha aparência, ganhei peso. Eu não parecia bem, não estava bem e estava muito envergonhada por causa de tudo o que estava passando. Eu estava envergonhada. Eu estava com vergonha porque o controle havia sumido. Eu perdi meu autocontrole, então tive que contar a todos. Eu tive que dar minhas desculpas.”.

“À medida que o tempo passava e percebi que as pessoas realmente se beneficiaram positivamente por eu ser aberta e honesta, comecei a me sentir bem com isso, comecei a ficar mais forte e a me curar. Quer saber, a depressão nunca vai embora. Está sempre nas asas. Sempre está lá. Pode se infiltrar às vezes, mas agora tenho as ferramentas e não quero ser arrogante o suficiente para pensar que nunca vai me afetar. É complicado e estou muito feliz em ver que falamos sobre isso mais abertamente. ”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *