People Magazine Forever Review

 People Magazine Forever Review
Ano: 2000

Agora que a maioria dos fãs já estão formados, o grupo
Spice Girls reduzido em 20% (no primeiro álbum sem Geri)
esta arrancando muitos “come-ons” neste terceiro álbum, que
elas deviam ter chamado de Garotas Querendo Sexo, e não
Forever. Com exceção das letras de “reunidas e nos sentindo bem” em Right Back At YA (a qual mostra um engraçado rap de Mel B) o tema girl power se foi. Ao invés disso, há linhas como “there’s only one thing on my mind, and you’re gonna find out tonight” (há apenas uma coisa em minha mente e você vai descobrir hoje a noite) acentuado com suspiros profundos “yeah, right” de uma voz masculina.

 

Este DarkChild era pra ser o narrador? Um DJ? Um cara que faz
ligações obscenas para tentar saber o que acontece no estúdio?
Tendo inspirado Britney, as boy bands e tantos outros, wannabe, o som ‘fresh’ das garotas esta se tornando Old Spice: leva harmonias dos anos 60, com Janet Jackson nos anos 80 (“Get down with me” um club hit, tem um som sórdido) e acaba em algum tipo de batida hip-hop com efeitos eletrônicos. Mas o resultado é ainda pior, particularmente em “If you wanna have some fun”, a qual revive a luxuria, as mais perdidas dance-pop dos anos 80. O disco se flexiona com “wasting my time” e com a
dançante “Holler”.
Muito ruins as baladas não tão corajosas vão aonde os
Bangles foram. Bottom Line: outro bom tomilho.

Review por Kyle Smith

 

Deixe uma resposta

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.