Another Hundred People

Another Hundred People

Another hundred people just got off of the train and came up through the ground
While another hundred people just got off of the bus and are looking around
At another hundred people who got off of the plane and are looking at us
Who got off of the train and the plane and the bus, maybe yesterday

It’s a city of strangers, some come to work, some to play
A city of strangers, some come to stare, some to stay
And every day, the ones who stay

Can find each other in the crowded streets and the guarded parks
By the rusty fountains and the dusty trees and the battered barks
And they walk together past the postered walls with the crude remarks
And they meet at parties through the friends of friends who they’ll never know

“Will you pick me up or do I meet you there or shall we let it go? ”
“Did you get my message? ‘Cause I looked in vain”
“Can we see each other Tuesday if it doesn’t rain? ”
“Look, I’ll call you in the morning or my service will explain”

And another hundred people just got off of the train
It’s a city of strangers, some come to work, some to play
A city of strangers, some come to stare, some to stay
And every day, some go away

Or they find each other in the crowded streets and the guarded parks
By the rusty fountains and the dusty trees with the battered barks
And they walk together past upholstered walls with the crude remarks
And they meet at parties through the friends of friends who they never know

“Will you pick me up or do I meet you there or shall we let it go? ”
“Did you get my message? ‘Cause I looked in vain”
“Can we see each other Tuesday if it doesn’t rain? ”
“Look, I’ll call you in the morning or my service will explain”

And another hundred people just got off of the train
And another hundred people just got off of the train
And another hundred people just got off of the train
And another hundred people just got off of the train
Another hundred people just got off of the train

Outra centena de pessoas

Outra centena de pessoas acabou de sair do trem e veio através do solo
enquanto outra centena de pessoas acabou de sair do ônibus e está olhando ao redor
menos mais cem pessoas que desceram do avião e estão olhando para nós
Quem saiu do trem e do avião e do ônibus, talvez ontem

É uma cidade de estranhos, alguns vêm para trabalhar, outros para jogar
A cidade de estranhos, alguns vêm para olhar, alguns para ficar
E a cada dia, os que ficam

possível encontrar uns aos outros nas ruas lotadas e os parques vigiados
Por as fontes enferrujados e as árvores empoeiradas e as cascas agredidas
E eles andam juntos além das paredes postered com as observações grosseiras
E eles se encontram em festas através dos amigos de amigos que eles nunca vão saber

“Você vai me pegar ou eu te encontrar lá ou devemos deixá-lo ir? ”
“Você recebeu minha mensagem? Porque eu olhei em vão”
“Podemos ver cada terça-feira outro se não chover? ”
“Olha, eu vou chamá-lo de manhã ou meu serviço irá explicar”

E mais uma centena de pessoas acabou de sair do trem
É uma cidade de estranhos, alguns vêm para trabalhar, outros para jogar
A cidade de estranhos, alguns vêm para olhar, alguns para ficar
E todos os dias, alguns vão embora

Ou encontrar um ao outro nas ruas apinhadas e os parques vigiados
Por as fontes enferrujados e as árvores empoeiradas com as cascas agredidas
E eles andam juntos após paredes forradas com as observações grosseiras
E eles se encontram em festas através dos amigos de amigos que nunca que eles conhecem

“Você vai me pegar ou eu te encontrar lá ou devemos deixá-lo ir? ”
“Você recebeu minha mensagem? Porque eu olhei em vão”
“Podemos ver cada terça-feira outro se não chover? ”
“Olha, eu vou chamá-lo de manhã ou meu serviço irá explicar”

E mais uma centena de pessoas acabaram de sair do trem
E mais uma centena de pessoas acabaram de sair do trem
E mais uma centena de pessoas acabaram de sair do trem
E mais uma centena de pessoas acabaram de sair do trem
Outra centena de pessoas acabaram de sair do trem

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.