You Magazine

You Magazine
Ano: 2003

Melanie Chisholm, 31 anos, conhecida como a cantora Melanie C, antigamente conhecida como Sporty Spice.

Minhas inseguranças começaram quando eu era jovem. Meus pais se separaram quando eu tinha 3 anos e eu me senti quase como uma intrusa. Agora, claro, eu não mudaria nada, eu tenho uma família enorme – filhos do padrasto e da madrasta, meio-irmãos, meias-irmãs – todos eles são fantásticos.

Os meus 20 anos foram um pesadelo. “Wannabe” (o primeiro single das Spice Girls) foi lançado em 1996, quando eu tinha 22 anos e, embora você se sinta uma adulta enquanto é ainda jovem, você ainda se impressiona com tudo. Eu sou uma pessoa tímida, então o ambiente nas Spice Girls foi um lugar difícil para crescer.

Havia muita intimidação entre as Spice Girls. Nós todas éramos muito ambiciosas e queríamos as mesmas coisas, mas nós éramos muito duras umas com as outras. Eu era provavelmente mais como Victoria – mais sossegada e menos falante. Havia muito apoio também, já que nós éramos as únicas que sabíamos o que estávamos passando. Agora que eu tive tempo para me curar de toda essa experiência, eu amo mais as garotas do que amava antes.

Eu costumava pensar que eu não era boa o bastante, bonita ou sexy o suficiente para estar nas Spice Girls. Os comentários da imprensa sobre o meu papel na banda – “aquela sem peito”, “aquela que parece um homem” – realmente me afetaram e eu só queria dar o melhor de mim, o que significada não ter uma grama de gordura em mim. Me tornei obcecada por academias de ginástica, eu parecia um robô. Às vezes uma voz em minha cabeça dizia: “isso não está certo, você não pode viver assim,” e outra dizia: “cale a boca, você não tem escolha”.

Eu fui de um extremo ao outro com a minha alimentação. Depois da turnê mundial das Spice Girls em 1998, eu escapei para Los Angeles, onde eu visitei terapeutas para me ensinarem a perder meu medo por comida. Então, quando eu voltei para casa, eu comecei a comer desesperadamente. Se eu exagerasse em carboidratos, isso me anestesiava – e eu só queria dormir, que era onde eu não sentia dor e nem tinha que lidar com a infelicidade.

Ser diagnosticada com depressão foi um choque, mas foi confortável saber que existia um nome para o que estava acontecendo comigo. Eu entrei de cabeça nos anti-depressivos, eu sempre preferi as terapias alternativas, mas dessa vez estava desesperada e precisando ficar bem.

Foi um alívio quando o primeiro artigo sobre eu estar engordando foi publicado. Era como se eu estivesse admitindo o problema em público. O que me deixou muito triste, no entanto, foi que a imprensa começou a me chamar de Beefy Spice quando cheguei ao tamanho 10. Eu adoraria ainda estar no tamanho 10 agora!

O meu relacionamento com Tom (Starr, diretor de uma companhia de construção) foi a última peça do quebra-cabeça que me fez voltar à saúde completa. Nós conversamos sobre casamento e talvez isso aconteça algum dia… mas com certeza ainda não. Ele não tem nada a ver com a indústria da música, então ele me mantém com os pés no chão – às vezes até demais!

Faz bem para a mulher ser independente, mas se você está em um relacionamento saudável, você não deve sentir medo de dizer que isso te fez sentir muito segura e confiante.

Eu tenho muita vontade de ser mãe. Dedos cruzados para que eu seja capaz de ter filhos – eu sofri de infertilidade temporária quando eu não estava comendo direito – mas eu sou muito otimista!

Você se torna mais consciente do dinheiro quando o tem. Quando eu estava crescendo eu nunca tive muito dinheiro, mas agora que eu tenho, a idéia de não ter novamente… é assustadora. Eu comprei há pouco tempo uma casa no País de Gales, que é onde eu quero me estabelecer, ter filhos e sair da luta pelo sucesso.

A fama é muito chata, mas eu tenho certeza de que se eu não fosse famosa, eu ainda iria querer ser. Se as pessoas não me reconhecerem por alguns dias, eu provavelmente vou começar a gritar “wo-hoo” no supermercado e cantar “if you wanna be my lover…”

Ninguém sabe melhor do que você o que é melhor para você. Eu fiquei um pouco perdida quando fazia parte de uma grande gravadora. Desde que eu comecei a minha própria gravadora, eu encontrei a minha voz.

Eu procurei muito a minha alma-gêmea durante todos esses anos. Agora que estou em um relacionamento estável e feliz com a minha vida pessoal, eu realmente não me importo com o que as pessoas pensam sobre mim.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.