New Woman

New Woman
Ano: 1998

Sobre começar carreira solo:

Geri Halliwell – “Eu estava absolutamente amedrontada. Era algo que eu queria fazer profundamente, apesar de estar com medo. Mas, acho que subconscientemente você está destinada às coisas de que você tem medo. Quando eu deixei as Spice Girls, minha confiança sobre minha voz estava no chão. Sempre disseram que eu nunca fui a cantora da banda – eu nunca tinha cantado uma música inteira sozinha antes – mas George Michael me deu uma de suas músicas para eu cantar e eu consegui! Eu fiquei muito contente e minha fome voltou.”

Sobre sua mudança:

Geri Halliwell – “Meu novo visual não era um novo visual, se desenvolveu naturalmente, mesmo antes de eu deixar as Spice Girls. De uma certa forma, Ginger é meu alter ego. Ela é a garotinha levada dentro de mim que usava maquiagem demais. Mas eu estava me escondendo atrás da maquiagem. Você sabe, você acorda e se sente feia, então você põe mais blush. Eu não queria que as pessoas vissem como eu realmente me sentia. Então a ‘mudança’ foi refrescante e libertadora. Em muitas fases, tive que tirar tudo, tive que encontrar quem eu sou de novo e dar uma boa olhada em mim mesma. Eu me sentei e pensei: ‘Quem sou eu agora?’. Eu me sinto muito mais ‘eu’ agora. Mas ainda não posso criticar Ginger… Mesmo ela levando horas para ficar pronta!”

Sobre seu papel de embaixadora:

Geri Halliwell – “Eu me sinto muito honrada por ter sido escolhida para ser a porta-voz deles. Eu nunca tinha sido escolhida antes. É como na escola, quando as crianças dizem: ‘Queremos que vocês façam isso.’ Eu era sempre quem dizia: ‘Eu posso? Por favor me escolha!’ O que eu amo sobre estar envolvida nessas organizações é que é tão bom não ficar pensando em mim um pouco. Nós podemos ser tão auto-indulgente – ‘Como eu estou? Minha bunda fica grande nisso?’ Eu posso ser poptastic mas também quero fazer algo importante. É para eu ser a advogada do Girl Power, e eu sentia que havia de fazer algo sobre esses assuntos. Sabe, as pessoas da ONU ralam à beça, mas é só quando alguém como eu se envolve que a imprensa se liga.”

Sobre seus novos amigos:

Geri Halliwell – “Harry (cachorro de Geri) salvou minha vida. Eu o peguei em um abrigo e ele dorme comigo e eu o acaricio. Eu estava um pouco sozinha e agora eu tenho Harry. Eu recomendo totalmente um cachorro! Eu também fiz amizade com as minhas vizinhas freiras. Eu fui tomar chá e elas não estavam usando seus hábitos, mas eu fiz com que uma fosse e copiasse um para mim! Essas mulheres tiveram espírito e senso de humor; nós falamos sobre sexo, também. Eu perguntei se elas não sentiam falta de sexo e elas disseram: ‘Não, nós demos nossas vidas a Deus,’ e elas tiveram algo mais rico. Era muito espiritual estar lá – eu falei palavrão, mas disse ‘Ops!’ – e agora elas estão todas rezando por mim, para que meu disco vá para o número um!”

Sobre sua motivação:

Geri Halliwell – “Eu procurei a fama muito intensamente, de um modo militar, principalmente depois da morte do meu pai. Você transforma a dor em algo positivo, é como uma injeção de combustível. Eu acredito que a adversidade fortalece você, faz você se questionar mais.Eu estava procurando por experiência de vida mais do que fama. Eu tenho muita fome de aprender. Fiz meu mapa astral e ele disse que uma de minhas buscas, mais do que todas, é pelo aprendizado. Adoro sugar o cérebro dos outros. Eu sou uma vampira mental: ‘Por favor me conte mais.'”

Sobre homens:

Geri Halliwell – “Eu não tenho um relacionamento sério com um homem há cinco anos. Eu tive sensações apaixonadas, mas eu me ‘desapaixonei’ muito rápido. Eu não quero generalizar porque tenho certeza de que existe um bom homem esperando na esquina. Mas eu fico precavida de suas intenções – de que eles vão gostar de mim pelo o que eu faço em vez do que eu sou. Mesmo assim, não consigo parar de procurar. Seria uma mentirosa se eu dissesse que eu não quero companhia. Às vezes você pensa: ‘Ah, eu poderia passar com um pouco de sexo,’ mas mais importante, nós todos só queremos um pouco de companhia e carinho. Eu quero alguém para me segurar e me dizer que tudo ficará bem, não importa o quê, e me amar mesmo quando eu não me sinta bem, ou se meu disco não ir bem, ou se alguém escreveu algo horrível sobre mim… Até agora, eu tive poucos momentos em minha vida em que as pessoas me atingiram incondicionalmente: quando elas fizeram algo por mim só por gentileza, sem querer nada em troca. Isso para mim é amor. Quando George Michael me convidou para fiar em sua casa, não tinha para onde ir – nenhum lugar. Estava tão só. Era um ano de imposto de renda e não podia ir para casa. Ele disse para eu ficar lá por alguns dias, e eu acabei ficando três meses. Foi tão gentil. Eu o fiz jogar Connect 4 comigo, e eu ganhei dele todas as vezes!”

Sobre maternidade:

Geri Halliwell – “Ah, meu cachorro Harry é um substituto de crianças, com certeza. Eu me sinto no cio e tenho sentimentos de ‘realmente quero um bebê’ mas ainda não achei nenhum esperma. Esse é um sinal de minha idade, 26 anos. Eu comecei a olhar para os homens e a pensar: ‘Hum, ele faria um bom pai? É alto o suficiente? É esperto o suficiente?’. Isso antes de ir a um encontro! Eu ainda não quero bebês. Não estou preparada. Quero curar todas minhas dúvidas e medos antes, para não pôr nenhuma de minhas inseguranças nos meus filhos. Quero ser a melhor pessoa possível antes de ter uma criança, porque é uma grande responsabilidade. Talvez daqui há 10 anos. E se eu não achar o esperma certo, posso pegar esperma congelado! Posso até adotar bebês. Mas também adoraria me casar um dia. Meus pais se divorciaram, então se eu me casar algum dia, vou querer ter o mais certeza possível. Sou como qualquer garota, quero um grande e pomposo vestido e toda a adulação. Quero ser um merengue por um dia.”

Sobre Geri como pessoa:

Geri Halliwell – “No geral, eu tento ser gentil e boa. Mas talvez se eu me encontrasse, eu pensaria: ‘Ah meu Deus, cala a boca, você fala demais!’ De vez em quando eu erro e falo as coisas erradas, e talvez eu soe um pouco padronizante e autovirtuosa – e eu me preocupo com isso. (…) No momento, estou muito orgulhosa – orgulhosa porque eu fiz meu disco, porque eu tive que vencer muitos medos para fazer isso. (…) No fim das contas, eu provei que tudo é possível se você quiser bastante. Eu sou uma garota comum de Watford que não é a pessoa mais inteligente do mundo, mesmo assim eu consegui coisas fantásticas – coisas que algumas pessoas não vêem em uma vida inteira. Eu sou uma garota muito, muito sortuda.”

O teste da “New Woman”

O quanto Geri é uma nova mulher? Para descobrir, nós começamos umas frases e pedimos que elas as terminasse.

A vida é curta demais para… se preocupar.
Uma boa noite fora é… boa companhia, boa comida e um bom filme.
Minha melhor dica sexual é… ache um bom parceiro.
Nunca tenha vergonha de comprar… camisinhas.
Na última vez que eu pissed… coloquei minha cabeça na mesa depois de meio gole. É patético. Nunca me pegue bêbada se você quer uma noite legal.
Uma mulher precisa de um homem… como a grama precisa de um jardineiro. Algumas vezes é melhor deixar a grama crescer, algumas vezes você precisa de um bom corte.
Se parece bom… não faz disso certo.

Última pergunta. Você se considera uma nova mulher? Na idade que estou, eu realmente sinto que estou me tornando uma mulher. Então eu sou uma nova mulher. Eu sou a nova mulher da ‘New Woman’!

Deixe uma resposta

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.