The Times – Explique-se Emma Bunton

The Times – Explique-se: Emma Bunton
Ano: 2003

Por que eu deveria comprar seu álbum?
Emma – O principal deste álbum era, e eu continuo dizendo: “Eu amo Motown, a sensação dos anos 60. Eu vou dar duro para conseguir fazê-lo”.

Qual o primeiro álbum que você comprou?
Emma – Era um álbum dos Bananarama. Eu vivi no norte de Londres e havia um mercado onde você poderia conseguir uns álbuns bem baratos, por aproximadamente 1 libra. Eu também tive um de Keith Sweat e de Alexander O’Neal.

Qual o último álbum que você comprou?
Emma – Eu consegui o álbum de Natal do Rat Pack, que é amável. O DVD também é legal.

Qual o melhor momento do rock’n’roll?
Emma – Quando eu vim para o Q Awards ano passado eu topei com algumas ótimas pessoas. Kevin Rowland do Dexys Midnight Runners, eu quase desmaiei ao vê-lo. Eu amava sua músicas quando estava crescendo.

Alguma tatuagem?
Emma – Sim, duas. Uma no meu quadril, um pouco embaixo, e uma na base de minhas costas, que significa “moído”.

O que você fará quando for mais velha?
Emma – Ser um pouco mais bem-comportada, eu espero.

Uma grande influência?
Emma – Musicalmente, Stevie Wonder e Al Green

A pior versão cover de alguma de suas músicas?
Emma – Eu ouvi algo de covers das Spice Girls no Japão, nos elevadores ou nos banheiros. Legal de ouvir, para a realeza, em qualquer caso…

Já esteve em uma luta de boxe?
Emma – Não. Quando eu era jovem eu lutei aquele jogo que você tem de jogar os dedos uns aos outros para trás, e perdi.

Qual sua cidade favorita?
Emma – Londres. Sou um pássaro de casa.

Quem você admira?
Emma – Jude Law e Cameron Diaz.

Qual a próxima coisa que irá fazer?
Emma – Irei para Detroit por causa do Top Of The Pops, para mostrar onde Motown começou. E depois irei ao Brasil gravar meu próximo clipe.

É a minha rodada, o que você beberia?
Emma – Eu gostaria de um Bellini, por favor.

Deixe uma resposta

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.