Jennifer Saunders fala sobre o musical “Viva Forever”

Enquanto isso, ela está trabalhando intensamente no musical Viva Forever, com as músicas das Spice Girls – à la Mamma Mia! – Em uma história completamente diferente.

“Meu agente, Maureen Vincent, estava tendo uma reunião com Judy Craymer, que criou Mamma Mia!. Judy começou a falar sobre um possível projeto das Spice Girls e meu nome veio à tona. Eu tinha começado a quimioterapia mas assim que eu soube sobre a possibilidade, eu disse: “Olhe, Maureen, se eu não fizer isto, eu vou ser cruxificada.” Jennifer não conhecia Judy. “Eu só uma vez enviei esboço e eu fiz com Dawn [French] sobre Mamma Mia! para o Comic Relief. E ela foi muito boa: ela me enviou uma linda carta dizendo o quanto ele havia feito rir.”
“Minhas filhas tem uma relacão com algo que as Spice Girls as fazem sentir melhor sobre o sexo feminino. Elas realmente começaram a acreditar que as meninas podiam fazer qualquer coisa. Elas poderiam ser qualquer coisa, gordas, magras, o que queriam ser.”
“As Spice Girls foram fantásticas. Foram preparadas direitinho para as meninas de uma certa idade. Então eu queria dar a minha história esse tipo de espírito. É sobre um grupo de garotas que têm grande sucesso, mas depois se separam uma da outra.”

Jennifer e Dawn conheceram as Spice Girls quando elas ainda eram desconhecidas. ‘Dawn e eu estávamos almoçando em frente a um grande estúdio de gravação no sudoeste de Londres. Durante um intervalo, essas cinco jovens de aparência estranha apareceram de repente. Não tínhamos idéia de quem elas eram, mas elas reconheceram-nos. “Oh, veja, é French e Saunders!”, Eles aproveitaram para se aproximar e conversar.”

Este foi o verão de 1996 e as Spices estavam indo gravar seu primeiro single, Wannabe. “E nós continuamos cruzando caminhos com todo o seu enorme sucesso. Dawn conhece Geri muito bem, enquanto eu me tornei próxima de Emma por causa de suas aparições em Ab Fab. Victoria se foi em uma direção diferente. Eu a admiro muito o que ela tem alcançado.”

Levar Viva Forever, que deverá estrear no final do outono [inglês], para o palco é um negócio complicado, explica.

“É metade diálogo e metade música em um show de duas horas. Então eu tenho que dizer uma história bastante complicada, intercalando com músicas relevantes para a ação, em uma hora.” Durante o processo, ela se cada vez mais admira os hits das Spice Girls. “Eu percebo agora que as músicas são muito boas. Eles são geralmente sobre um tema que vai da emoção de sucesso precoce/amar direito até o lado negativo da fama/relacionamento. Eu tive dez dos 10 para a apreciação deste projeto”, diz ela.

“Eu mal posso esperar para a primeira noite. Todas as Spice Girls vão estar lá. Antes de eu começar a escrever, eu conversei com Emma e Mel C juntas, porque elas moram em Londres. Mais tarde eu conversei com Geri, enquanto Judy Craymer falou com Mel B e Victoria.

“Geri foi quem mais quis saber sobre como as garotas do grupo ficariam na ficção. O que foi bonito e foi explicando que música foi onde, e então elas partilham as suas memórias do que estava acontecendo quando elas gravaram as canções individualmente. Eles têm verdadeira afeição uma pela outra e também é claro que este era um momento muito especial de suas vidas. Sempre que vejo alguma delas, elas estão totalmente por trás do que estou fazendo.”

Créditos: The Spice Girls Blog

Deixe uma resposta

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.